Por que os casamentos hoje se acabam tão cedo?

 

Por que os casamentos hoje se acabam tão cedo?

 

Se quer casar, pratique o AMOR, mas que amor ...O amor que é sofredor, que é benigno; o amor que não é invejoso; o amor que não trata o cônjuge com leviandade, que não se ensoberbece, o amor não se porta com indecência, que não busca os seus interesses, que não se irrita, que não suspeita mal; que não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade; o amor que tudo sofre, que tudo crê, que tudo espera, que tudo suporta; O amor que nunca falha. Mas se perfil é de levianos, irresponsável, conquistador, que a nova, a mulher do amigo você faz sua íntima, então o seu perfil é de Sansão e de algumas o perfil é de Dalila. 

Sansão e sua inquieta personalidade leviana LEIA o livro de Juízes caps. 13,14 O segredo da sua força não estava em músculos humanos, mas no poder dado por Deus. E quando “o Espírito de Deus se torna ativo nele” que recebe o poder de matar um leão sem ter nada na mão, e mais tarde quer revidar a traição filistéia, abatendo 30 dentre eles. (Jz 14:6, 19) Visto que os filisteus continuam a agir traiçoeiramente em conexão com o casamento que Sansão está para contrair com certa moça filistéia, ele toma 300 raposas e, virando-as cauda contra cauda, coloca tochas entre as caudas e as envia para incendiarem os campos de cereais, os vinhedos e os olivais dos filisteus. 

No casamento misto falta o mesmo temor ao mesmo Deus Mateus 19 8,9 – Jesus: Moisés deu o divórcio por causa da dureza dos vossos corações. Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la? Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu repudiar vossa mulher; mas, ao princípio, não foi assim. 

Introdução 
A) Estou lendo o livro “Quem tem razão?” De Jaclynn Morris e Paul L. Fair Editora Melhoramentos, 2006, SP que trata de 6 questões para resolver conflitos de casais. Eles começam seu livro dizendo que no casamento tem de haver uma solução melhor além de brigar, recuar ou fugir. Como ajudar casais em conflitos? 

Quais devem ser os primeiros passos depois da gota d,água? 



Exercício 
1) Quais são os meus sentimentos negativos? 2) Qual é a maneira mais justa de descrever o problema? 3) Por que eu quero resolver a situação? 4) Como eu gostaria que as coisas fossem entre nós? 5) Como posso conseguir isso? 6) E se isso não funcionar, o que mais posso fazer? 

B) Vamos lembrar as lições do Titanic à luz do casamento 

Provavelmente a maioria de vocês assistiu ao filme “Titanic”. O experiente capitão do Titanic recebeu seis avisos de alerta. Os avisos diziam para ele viajar mais devagar, mudar o curso, pegando a rota mais ao sul, onde as águas eram mais quentes, evitando assim os icebergs. 

Ele ignorou teimosamente todos os avisos de alerta. Como ele era o capitão, ele pensou, “Este navio nunca afundará!” Então, ouviu-se um estrondo pavoroso, e o gigante e poderoso navio atingiu uma enorme montanha de gelo. Ele afundou rápida e desastrosamente. Quem não muda de rumo quando recebe um sinal de alerta é candidato ao desastre. Quem muda o curso de sua vida quando avisado pode evitar o desastre e celebrar a viagem. Este é um tremendo princípio que podemos aprender do Titanic.E este é também o maior de todos os segredos para fazer com que o amor dure para sempre. Esteja atento aos sinais de alerta da sua caminhada; dê ouvido a estes sinais; abra bem os olhos para enxergar estes avisos. Assim, você poderá mudar de rumo rapidamente, sem comprometer a sua felicidade. No entanto, quando estamos apaixonados, muitas vezes, nossos ouvidos ficam fechados aos inúmeros sinais de alerta que a própria relação nos oferece. 

Vejamos alguns sinais de alerta que afirmam que a relação precisa ser repensada 

Para ele ou ela. Exemplos para serem observados no namoro/noivado. 

1. O rapaz grita com a mãe. Depois ele vai gritar com a esposa.

 2. Existe um descontrole financeiro no namoro, vai haver no casamento. 
3. O namoro os afasta da vida com Deus. Como será depois – namorou, se afastou da igreja
 4. Ele é violento? Vai ser com você. 
5. Ela não permite que ele converse com outras pessoas (rapazes ou moças) fará depois. 
6. A paixão causa sofrimento, é doentia. É perigoso prosseguir. 
7. Alguém não se dá com a própria família ou com a do outro. Você deixa a família mas convive com eles todos os dias. Morar com ou junto de familiares, só por um tempo ou circunstâncias. Quem casa quer casa. 
8. Um dos dois não é cristão. Não adianta misturar o que não se mistura. 
9. Um dos dois não se envolve com a igreja. Como será depois? 
10. A intimidade está indo longe demais. O pai vai ser avô mais rápido. 
11. Culpa sem tratamento – bloqueio no casamento. 
12. Discussões constantes. Brigas encomendadas no casamento. 

O que são esses avisos. O que são as durezas do coração? 

Afinal, por que os casamentos estão se acabando mais cedo? 



1. Porque os jovens se cansam de buscar ser o servo (a) de Deus – e partem para o casamento misto, contra a palavra de Deus – As Igrejas não podem ter outro discurso nem prática. II Co. 6.14”nas recomendações sobre casamento ele diz: Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis, porque que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. E mais I Co. 7.39, se quiser casar de novo a viúva.... A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo em que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.” E se você não se casar? É um equívoco das igrejas permitirem a cerimônia de culto desse casamento (quantos temos – como vivem essa relação conjugal? Há comunhão bíblica? – E mais ...”o jovem precisa ter a visão e a missão da sua família – Qual o plano de Deus? – como Sara, eles atropelam o plano de Deus – “ah está demorando demais esse menino nascer, disse Sara “.......Se não for de Deus é laço. 

2. Porque não aceitam a recomendação bíblica que diz: “Devem deixar os seus pais e formar a sua própria família. “Deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher e serão ambos uma só carne.” Tem pais também que não ajudam eles até incentivam – venham para cá - mas é preciso ter a sua própria casa - engravidam antes, - não tem condições de se manter, – não amadureceram melhor o seu projeto. – Porém existem membros de igreja que não dão testemunho de serem crentes fiéis. Depois do casamento os pais se tornam parentes. 

3. Porque muitos não querem gastar tempo num projeto durante uns dois anos, entre namorar e casar para projetar e se suprir. De preferência, não devem começar já dependendo dos familiares – espiritualizam – “Deus está me chamando para casar”. “Ele me disse que este é noivo certo.” “O tempo é curto mas já sabemos o que queremos, nascemos um para o outro, somos almas gêmeas, eu sinto isso.” Calma jovens – pode não ser – Há noivados de muito tempo e que viram uma complicação, é verdade. Não é para noivar muitos anos. Mas o mínimo, com planejamento 



4. Porque algumas pessoas não querem trabalhar, nem estudar. Não tem alvos para a vida, não tem boas ambições. Alguém que fica sempre dependendo do outro – um (a) parasita - sem projeto de vida, sem ambição de vida. Um vai sustentar o outro e depois vem os problemas. Apesar disso dentro do casamento hoje onde os 2 cônjuges trabalham vai ser necessário eventualmente um assumir a casa na perda do emprego do outro, e neste sentido os homens tem sofrido muito mais hoje, por causa da tradição de ser ele o supridor oficial. 

5. Porque muitos são desconfiado(a)s, ciumento(a)s, possessivo(a)s, dominantes Se já em atrito no namoro /noivado está dando sinais de fumaça, conte com fogo no futuro. Seja ele ou ela – dando sintomas disso no namoro/noivado. Violência no noivado, violência por palavras e física é melhor acabar. 

6. Porque não querem ter filhos. “Casar tudo bem, mas ter filhos?” 


“Filhos, nem pensar!” Reportagem colhida no site do Correio Brasiliense – seção de Comportamento 

“Não tenho jeito com criança, não nasci para ter filhos”, fala sem papas na língua a estudante Juliana Haddad, 21 anos. O primeiro sentimento daqueles que ouvem o argumento de Juliana é a certeza de que ela vai mudar de idéia, afinal, é jovem demais, talvez não tenha encontrado o amor da sua vida e faz planos audaciosos para o futuro. Mas Juliana faz parte de um grupo de mulheres que só aumenta: aquele que considera a maternidade como uma escolha e não mais um anseio instintivo. Na contramão do que a sociedade ainda espera, elas questionam a veracidade desse desejo. E, não importa qual seja a justificativa, juram não ser modismo ou, como cansaram de ouvir, coisa da idade. Simplesmente não querem ter filho nem agora, quando jovens, nem depois. Uma decisão que já deixou de ser novidade. “Não ter filhos é uma tendência mundial que começou com as mudanças da sociedade e a inserção feminina no mercado de trabalho. Muitas mulheres adiam a maternidade, outras nem mesmo desejam ser mães”, explica. 

O que eu tenho observado: A mulher/o homem pode até fazer essa escolha para o seu futuro casamento, mas se é assim não se case, sobre tudo se o seu cônjuge gostaria de ter filho. Ouço: Que dá trabalho – Dizem: Vamos fazer primeiro um fundo econômico –dizem: eu não sei se quero ser mãe ou ser pai – Um alerta de observador - Você pode protelar mas corre o risco no casamento uma vez que o outro cônjuge(ele ou ela) deseja ter filho – O que deseja ter pode amanhã procurar um outro parceiro que queira ter um filho – porque o que deseja ter filho vai ficar clamando. É claro que existem impossibilidades de ambos os lados, mas que precisa de acompanhamento médico/psicológico e não de fuga. 

7. Porque para alguns cônjuges a experiência afetiva sexual tem sido traumatizante. Seja por formação ou por conceituação, ou porque já transavam no namoro/noivado e agora não há prazer pleno nessa vivência – pode ser um sofrimento. Apesar do sexo ser livre hoje, não se ter mais certeza que nos namoros cristãos não haja transa antes do casamento, apesar disso, a sexualidade continua não sendo tratada pelas famílias. O que ela pensava ou ele ou faziam dos seus corpos antes do casamento pode ser uma trava nos primeiros anos de casamento. Mas tudo pode ser restaurado em Cristo e com tratamento pastoral e/ou psicológico. 

8. Porque a visão econômica do outro ou dos dois não é bíblica Ela é sem dízimo, sem consagração. Ficam nos extremos de perdulário e de esbanjador, gastam mais do que podem, não tem orçamento. Mas tem também casados de anos brincando de dar o dizimo, driblando Deus. Eu não sei o que eles pensam que são. Quantos casais podem dizer, diante de Deus sinceramente, nós dois somos dizimistas porque amamos a causa do Senhor e não falhamos nem um mês por amor a obra de Deus. 

9. Porque não querem mais ter a paciência da vovó e da bisavó Quanto aos que sofreram no seu relacionamento conjugal, ele ou ela, esperaram tempos melhores, e venceram. O lema hoje é : cara feia , azedou , acabou . 

10. Porque muitos não querem ouvir conselhos. Provérbios- diz: “da multidão de conselhos vem a sabedoria.” 

Conselhos dos pais, parentes mais antigos, do pastor. Muitos não querem embora tenhamos jovens que fazem isso com humildade. O livro de Provérbios diz – “da multidão de conselhos vem a sabedoria.” Pais conselheiros avisando “olha esse namorado/essa namorada”, mostra evidências lamentáveis, mas o(a) jovem jovem ficam cegos e prosseguem na contra mão do conselho dos pais. Agora tem pais que não são conselheiros e o seu comportamento as vezes é pior do que o filho que precisa de orientação. 



Conclusão 
1)Compartilhar metas e andar juntos O profeta perguntou há muito tempo, "Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo?" (Amós 3:3). Construir um lar bem sucedido carece unidade de propósito. Uma pessoa, cujo primeiro compromisso é servir o Senhor, freqüentemente se achará em desacordo com outra pessoa cujo primeiro desejo é ganhar dinheiro, ou divertir-se, ou trabalhar. Abençoado, na verdade, é o homem ou mulher que pode olhar para seu lar e afirmar confiantemente, "Eu e a minha casa serviremos ao Senhor". O compartilhamento de um propósito comum na vida dá uma âncora que segurará o lar durante as tormentas. 

2) Sonhos e visões precisam ser partilhados vezes e mais vezes. Amigos são aqueles que cuidam, que partilham, que ansiosamente dão em benefício uns dos outros. Uma das chaves da construção de um lar feliz é alimentar sua amizade com seu esposo. Façam os sacrifícios necessários, mas dediquem tempo um ao outro. Faça as pequenas coisas, ofereça gentilezas, e converse com a pessoa com quem você está passando a vida. Quanto mais intimamente se conhecerem um ao outro, mais plenamente se entenderão e mais forte se tornará o laço que fazem dos dois um só. 

3) Os cristãos farão bem em dar bastante tempo e atenção à construir o tipo de lar que querem; a casa pode vir depois. O lar precisará um suprimento abundante dos materiais básicos, tais como amor, paciência, tolerância, visão e amizade. Edificar um lar bem sucedido, feliz, é uma das maiores oportunidades que hoje há para que os cristãos mostrem ao mundo a sabedoria de Deus. 

“Um homem e uma mulher, servindo ao Senhor, comprometidos um com o outro, educando crianças com valores fortes, amando mais um ao outro no fim da vida do que nunca, bem, esse é o verdadeiro tipo de lar com que milhões de pessoas apenas sonham.” 

 
 

 

 

Blog

no que cremos

a comunidade  evangelica leão da tribo de juda expressa sua fé, tendo como base de sua pregação as seguintes afirmações:  1. Há um só Deus, Vivo, Verdadeiro e Eterno, de infinito poder e sabedoria. O Criador e Conservador de todas as coisas visíveis e invisíveis, que, na unidade de...
Leia mais